IR: Quais impostos uma loja online deve pagar?

Home / Artigos / IR: Quais impostos uma loja online deve pagar?

IR: Quais impostos uma loja online deve pagar?

Uma das principais preocupações de quem deseja empreender é saber quais impostos uma loja online deve pagar.

Sem dúvidas hoje em dia o comércio virtual tem ganhado muito espaço e, tem sido uma ótima opção de negócio sobretudo pela possibilidade de expandir o público a nível nacional e internacional e ficar aberto 24h por dia.

Além disso, outra grande vantagem é o menor investimento em funcionários e estrutura necessários. Entretanto, esse tipo de negócio exige também a formalização, que envolve burocracia e pagamento de impostos.

O não cumprimento adequado das normas e pagamento das taxas implica em multas e até mesmo fechamento da empresa.

Por isso esse artigo foi criado para te orientar com relação aos principais impostos que uma loja online deve pagar.

Os impostos que uma loja online deve pagar dependem da categoria (venda de som automotivo, informática, roupas e etc)

Ao iniciar seu negócio você deverá escolher um dos regimes tributários vigentes, que definirão quais os impostos que a sua loja online deve pagar.

  • MEI: para quem trabalha sozinho ou que tenha até mais um funcionário apenas. Além disso o faturamento anual não pode ultrapassar os 81 mil reais;
  • Simples Nacional: nesse caso o faturamento anual não pode ultrapassar os 4,8 milhões de reais;
  • Lucro Presumido: nesse caso se enquadram os negócios que tenham faturamento de até 78 milhões de reais e, são cobrados impostos como PIS e Cofins;
  • Lucro Real: esse regime é aplicado quando a empresa tem uma faturamento de mais do que 78 milhões no período de um ano ou ainda que tenham rendimentos no exterior ou trabalhem com financiamentos.

Quais fatores podem influenciar nos impostos que uma loja online deve pagar?

Basicamente os impostos que uma loja online deve pagar variam de acordo com a modalidade, a natureza do negócio e o mercado em que está inserido.

Então ao iniciar um negócio, seja ele fixo ou online, é preciso estar atento também à sua estrutura e tipo, que terão grande influência sobre a tributação.

Outra questão bastante importante é observar que para algumas atividades existem impostos específicos, como é o caso da exportação.

Por fim, esteja atento também a localidade de registo de sua empresa, mesmo que ela seja online, pois os impostos podem variar muito de acordo com o Estado e até mesmo Município de instalação.

Isso ocorre devido aos impostos estaduais e municipais que sofrem variações dependendo das leis locais. Lembre-se de consultar a legislação vigente para se certificar das taxas aplicadas especificamente ao seu tipo de negócio.

Portanto essa etapa de definir como a sua empresa será estruturada e como será seu funcionamento é crucial para que os impostos sejam pagos corretamente depois.

Quais são os principais impostos que uma loja online deve pagar?

Como já foi dito anteriormente os impostos a serem pagos podem variar muito de acordo com o enquadramento, tipo de negócio, local de atuação, entre outros.

No entanto existem algumas taxas principais que incidem sobre os produtos comercializados no Brasil. Veja agora quais são elas:

MEI

– Contribuição para a Seguridade Nacional ou INSS: esse basicamente é o imposto mensal que deve ser pago para assegurar a aposentadoria;

– ISS: Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza deve ser pago ao município por todas as empresas que prestem algum tipo de serviço ao consumidor. Em um negócio online ele deve ser pago por exemplo no caso de marketplace ou serviços como personalização;

– ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços é a taxa que deve ser paga ao Estado para que possa ocorrer a venda e circulação das mercadorias;

– Se tiver funcionários é preciso também recolher FGTS e GPS (Guia de Previdência Social), que corresponde a 11% do salário mínimo em vigência.

Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real

As empresas que se enquadrem nessas três categorias terão alguns impostos adicionais, além dos que já foram citados para MEI. São eles:

– IRPJ: Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica que é aplicado sobre o faturamento do negócio e também pode variar de acordo com o tipo de tributação;

– IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados é o valor que incide sobre qualquer produto que seja industrial. Suas alíquotas também são variáveis;

– CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido é um imposto que diz respeito à Seguridade Social. Seu cálculo é feito de acordo com o regime tributário do Imposto de Renda;

–  Cofins: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social, é basicamente a taxa previdenciária que incide de acordo com o faturamento;

– Contribuição para o PIS/Pasep: Essa é mais uma das taxas relacionadas à Seguridade Social, que varia desde 0,65% para pequenas empresas até 1,65% para as demais;

– CPP: Contribuição Patronal Previdenciária, é a taxa que o empregador deve recolher para o INSS.

Agora que você já conhece todos os impostos que uma loja online deve pagar, fique atento às características específicas de seu negócio para não esquecer de pagar nenhum!

Fonte: Jornal Contábil.

Start typing and press Enter to search

Open chat
1
Olá!
Podemos te ajudar?
Clique na seta abaixo para iniciar uma conversa